Bom dia Mamães, Papais, Avós, Tios, Babás…

Bibi desde 2 anos estudou na escola que tem aqui dentro do nosso condomínio, é uma escola pequena mas existe há mais de 20 anos, que por sinal muito boa e que foi onde a Bibi aprendeu a socializar e várias atividades importantes para o desenvolvimento de uma criança.

A escolinha que ela estava aceita crianças de até 5 anos, como a Bibi irá fazer 5 anos em maio, ela poderia ficar mais um ano, mas achei que seria a hora de já colocar em uma escola maior, não só de estrutura, mas também de início de alfabetização, já que ano que vem ela vai para o Primeiro Ano, e achei melhor colocar um ano antes na nova escola para a mudança não ser tão drástica.

Bom, ontem ela estava super empolgada, não via a hora de ir, fiquei feliz. No primeiro dia de aula, foi aquele tumulto tanto na entrada quanto na saída, e quando cheguei em casa percebi que ela não tinha comido nada do lanche, ela disse que tinha muita gente e que não estava com fome e etc.…acredito que ela ficou ansiosa com toda aquela mudança e perdeu o apetite (eu também sou assim).

Hoje acordou falando que não queria ir para escola, queria ficar comigo, perguntei o porquê e ela disse que demorava muito ficar lá (e essa escola é o mesmo horário da antiga) é só o período da tarde.

Já fiquei preocupada com a situação e comecei a pensar no que falar, abri meu notebook ontem à noite para ler os meus emails e tinha recebido um email com dicas de desafio na volta as aulas, era o que eu precisava saber, então achei ótima

dicas e resolvi compartilhar com quem está enfrentando a mesma situação que a minha.

Bom, vamos direto ao assunto:

Existem diversos motivos que podem tornar o momento de volta às aulas difícil para as crianças. A mudança na rotina é um deles. Medo e insegurança são algumas das sensações que precedem a volta às aulas. Esses sentimentos são normais e comuns em várias idades, afinal, são professores, colegas e um ambiente novo, conteúdos inéditos a serem enfrentados. Mudanças geram preocupação e é importante que os adultos saibam falar sobre elas.

Ao longo das férias, geralmente os pais têm mais tempo disponível para ficar junto com os pequenos, o que dificulta uma readaptação para o retorno às aulas. É importante criar recursos para amenizar o impacto nessa rotina e que tornem a volta à escola o mais prazeroso possível.  Recebi um email do site Leiturinha e achei muito interessante as dicas e pensei em compartilhar com vocês:

Dez dicas que irão auxiliar você e seu pequeno no retorno às aulas.

1- Falando sobre os medos da volta às aulas

Converse sobre os medos do seu pequeno. Nesse momento, será estabelecido um vínculo que deverá se estender por todo o ano letivo. Acolha suas inseguranças e dialogue de forma real e sutil sobre elas, deixe claro que todo o tempo, você está disposta a escutar os seus problemas e o ajudar a enfrentá-los.

2- Encarando a realidade

Tratar a escola como um ambiente agradável é um fator decisivo na forma que seu pequeno irá encarar os estudos. Nunca se refira a escola como uma punição ou castigo. Sugerir recompensas como passeios ou presentes decorrentes do ato de ir à escola ou estudar não é uma opção.

3- Voltando aos poucos

Durante as férias é comum que a rotina diária mude. Vamos dormir mais tarde e também acordamos mais tarde. Acabamos a acostumar nosso corpo com essas pequenas mudanças. A transição para os horários letivos deve ser feita de forma gradual. Uma boa dica é tentar ir para a cama mais cedo e também despertar mais cedo uns dias antes da volta definitiva à escola.

4- Checklist

Junto com seu pequeno, organize a escrivaninha e suas gavetas. Tire tudo o que não será mais utilizado e deixe espaço livre para os novos materiais. Reserve um local para estudo, que seja confortável e agradável. Confira se sua mochila está nos conformes checando cada material como cadernos, lápis e livros. Convide ele também a conferir seu uniforme e utensílios como lancheira e bolsa de lápis.

5- Definindo uma rotina

Crie uma rotina de horários junto com seu pequeno antes de tudo recomeçar. Nela, deverão ser considerados os momentos de lazer, como os momentos de leitura, visitas a parques, cinemas e casa de amigos. Também os horários de aulas na escola e fora dela, como inglês, música e esportes. Isso ajudará seu pequeno a se localizar ao longo do ano.

6- Esteja junto

Se puder, vá até a escola no retorno às aulas, apresente o novo professor a ele, isso dará mais segurança, afinal, eles passarão muitos dias juntos. Um bom relacionamento com o professor é imprescindível para o bem estar na escola. Caso não seja possível, no final do dia, sente-se com ele e pergunte como foi. Pergunte sobre a nova professora e os novos colegas de sala, o que fizeram ao longo da aula. Isso o deixará feliz e seguro.

7- Velhos e novos amigos

É importante esclarecer que mesmo que seu pequeno tenha mudado de escola ou de classe, ele poderá manter contato com os antigos amigos. Conhecer novas pessoas também é muito benéfico! É normal que no começo ele fique um pouco deslocado na nova escola, mas aos poucos, ele encontrará colegas com quem se identifica.

8- Novos desafios

As matérias e conteúdos novos a serem aprendidos podem parecer um bicho de sete cabeças. Tranquilize seu pequeno em relação a eles. Deixe claro que você e o professor ou professora estarão presentes para ajudá-lo no que precisar. Leia junto com ele a introdução dos novos materiais de apoio que a escola pediu como as apostilas e livros didáticos.

9- Não comece com cobranças fora de medida

O momento é de readaptação. Começar com muitas cobranças poderá deixar seu pequeno ainda mais assustado. Caso ele apresente uma resistência exacerbada ao retorno, não seja ríspido ao dizer que ele deve ir à escola. O melhor é entender o motivo dessa resistência. Pode ser que isso seja passageiro ou então que aponte um problema mais grave como o bullying.

10- Os livros poderão ajudar!

Pesquise sobre títulos referentes às inseguranças e medos do seu pequeno. Existem centenas de livros que abordam dificuldades comuns na infância. A Leiturinha Digital possui em seu acervo alguns títulos específicos para a volta às aulas, é só pesquisar pelo assunto que deseja abordar e aparecerão resultados relacionados ao tema.

Apesar de todos os desafios, o ambiente escolar tem muito a construir para o crescimento dos pequenos. Na escola eles aprendem muito sobre independência, socialização e ainda surpreendem a família toda com a capacidade de aprender e ensinar o que descobrem por lá! Com o seu apoio, tudo será mais fácil.

Gostaram? Conseguiram colocar em prática algumas dicas?

Bom ano letivo, boas aulas e muita história para contar!

BibiBeijos

Marcia Clemente

Créditos: Leiturinha.

One thought on “Dicas para ajudar as crianças no retorno para a escola

  1. Eu estou conversando com a minha que vai volta as aulas na semana q vem, em outro horário e com nova turma, mas cada dia ela diz alguma coisa negativa sobre.

    A de hoje foi: mas elas ( professoras) não serão divertidas, eu quero as outras q eram muito divertidas.

    Sexta feira vou levar ela junto comigo na reunião, pra ir se acostumando com as novas professoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.