Modismos Alimentares!

Olá!

Ontem fui convidada pela Nestlé para um bate papo de uma pesquisa que fizeram com 1500 pessoas sobre modismos alimentares.

Esse assunto me interessou muito, para quem não sabe eu sou Técnica em Nutrição e Dietética e me formei há mais de 20 anos atrás, na E.T.E Júlio de Mesquita em Santo André e foi um curso técnico de 4 anos (praticamente uma faculdade de tão puxado que foi).

Trabalhei na área, super novinha com 18 anos, foi muito intenso, em concessionárias, hospitais e me decepcionei com uma empresa e resolvi sair dessa profissão. Fui para Portugal, fiquei 2 meses e voltei querendo fazer Propaganda e Publicidade, mas no fundo eu gostava mesmo era de Nutrição.

Bom, chega de falar de mim e vamos direto ao assunto.

Modismos alimentares nunca fizeram a minha cabeça, sou a favor da pessoa comer de tudo (se não tiver nenhuma restrição alimentar) mas com consciência e cautela.

Por esse motivo fiz questão de fazer esse Post e divulgar a pesquisa que a Nestlé realizou que achei muito interessante, e até quem sabe, auxiliar outras pessoas que vivem refém dos modismos alimentares.

Segue o conteúdo:

Pesquisa inédita mapeia tendências e motivações que levam os brasileiros a adotarem modismos em dietas e alimentos

Levantamento realizado para a Nestlé aponta que muitos brasileiros estão evitando itens como lactose e glúten e inserindo novos ingredientes na dieta, como batata-doce e óleo de coco

Pesquisa inédita realizada para a Nestlé, com mais 1.500 pessoas de todas as regiões do Brasil, mostra que uma grande parcela dos brasileiros está aderindo aos “modismos alimentares” em busca de emagrecimento rápido, retirando de sua alimentação ingredientes como glúten e lactose, de forma indiscriminada, e buscando resultados “mágicos” em alimentos como batata-doce e óleo de coco. O levantamento foi realizado pela área de Inteligência e Pesquisa de Mercado da Editora Abril especialmente para a Revista BIO, publicação especializada da Nestlé, dirigida a nutricionistas, que passa a contar a partir deste mês de outubro com novo projeto gráfico e editorial, com o objetivo de disseminar informações científicas sobre Nutrição aos profissionais de saúde.

Modismos Alimentares

De acordo com a pesquisa, 19% dos entrevistados faz restrição parcial ou total do consumo de glúten, proteína presente em cereais como trigo, centeio e cevada. Desses, 30% cortaram a substância porque querem emagrecer. No entanto, apenas 4% das pessoas que evitam parcial ou integralmente o glúten o fazem pelo fato de terem doença celíaca e por recomendação profissional. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), apenas 1% da população mundial tem a doença celíaca.

Modismos Alimentares

Modismos Alimentares

Quando o assunto é lactose, 28% das pessoas que responderam à pesquisa disseram que fazem restrição total ou parcial do seu consumo. Entretanto, um total de 79% afirmou que nunca fez um teste de intolerância à lactose. O levantamento mostra também que 26% dos entrevistados resolveram cortar a lactose por conta própria, sem consultar um profissional de saúde, e 8% admitiram que tiraram esse nutriente da sua dieta por vontade de emagrecer.

Modismos Alimentares

Modismos Alimentares

Segundo a pesquisa, além da motivação do peso, muitas pessoas também evitam componentes como o glúten e lactose por acharem que eles podem fazer mal à saúde, devido principalmente à utilização de dizeres como “não contém glúten” e ”sem lactose” em embalagens e anúncios, que acabam gerando a percepção de que tais componentes não são saudáveis.

ALIMENTOS DA MODA

O levantamento aponta que os “alimentos da moda”, associados ao emagrecimento e à melhora da saúde, também estão cada vez mais presentes no cardápio dos brasileiros e são consumidos no dia-a-dia por boa parte da população, como é o caso da batata-doce (61%), do óleo de coco (24%) e da chia (28%).

Modismos Alimentares

A pesquisa mostra, ainda, outras conclusões sobre as dietas low-carb e detox, além de dados sobre o que os brasileiros consideram como uma dieta saudável. Os resultados completos podem ser conferidos na revista BIO do mês de outubro. A publicação é distribuída pela Nestlé para mais de 30 mil nutricionistas e especialistas da área de saúde com o objetivo de promover educação, atualização e conscientização sobre temas ligados a alimentação e saúde, contribuindo para disseminar o propósito da companhia de melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável.

Modismos Alimentares

Modismos Alimentares

Modismos Alimentares

Modismos Alimentares

Minha conclusão depois de analisar essa pesquisa:

PROCURE UM PROFISSIONAL DA ÁREA ANTES DE COMEÇAR ALGUMA DIETA, E NÃO ACREDITE EM TUDO QUE FALAM OU MOSTRAM NA INTERNET, PROCURE REFERÊNCIAS.

Espero que tenham gostado da pesquisa como eu gostei!

BiBibeijos

4 thoughts on “Modismos Alimentares

  1. Nossa, quanta informação importante.
    Eu estou no limiar da intolerância a lactose, mas como faço acompanhamento médico, preferimos uma dieta sem lactose.
    Mas tem muita modinha por ai…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.